Município leva dança criativa para professoras desenvolverem suas habilidades.

Tive a honra de facilitar o Dançar à Essência, neste último dia 9 de Abril no município de Paula Freitas – PR. As beneficiadas com esse projeto foram as professoras da Escola Mauro de Oliveira Cavalin. Esse programa se encaixa perfeitamente no momento em que estamos vivenciando, da pandemia Covid-19.

Professores e a pandemia

Os professores desde o início da pandemia tiveram de reinventar-se, primeiro veio todo o estresse inicial da situação e para dar continuidade as aulas, saíram do presencial e passaram para o on-line, estão tendo de trabalhar com as dificuldades de acessos á Internet dos alunos e pais ou quando estão on-line, manter eles prestando atenção e realizando as atividades. Os alunos realizando atividades em casa que são enviadas, mas isso também precisa de disciplina e de uma cultura do aprender de forma remota. Muitos passaram a atender integralmente por ferramentas de conversas como WhatsApp. Não houve um preparo, não houve tempo para isso e sim, uma responsabilidade para não ocorrer a evasão escolar.

Sendo assim, manter a saúde dos professores é de extrema importância para que eles possam dar continuidade em seu ofício de lecionar.

Dançar à Essência

O Dançar à Essência colabora com o bem estar além de trabalhar questões emocionais, o desenvolvimento pessoal e aguça a criatividade de todos que participam. Esse projeto une a dança criativa com as práticas de dancaterapia.

O objetivo da dança criativa é a prática dos movimentos de forma dinâmica onde o dançarino utiliza sua interpretação nos movimentos dando vida às suas expressões e criatividade e trazendo isso para sua vida cotidiana.

E quem de nós já não ouviu uma música e pôs-se a chorar? A música traz recordações, mexe com humor, vai do consciente ao inconsciente e vai além, gera múltiplos acessos. E quando permite-se que o corpo também expresse, libera-se o potencial criativo e curativo.

Com a dança criativa em forma de dançaterapia é proporcionado momentos de explorar sensações, emoções e de muito autoconhecimento. Um linguagem democrática que resgata e amplia percepções.


“A dança, por isso, não é apenas a transparência do divino, assim como uma janela aberta, uma vista para o divino. A dança também não é uma viva imagem reminescente – a dança é, em tempo e espaço, um signo, um acontecimento visível, uma forma cinética para o invisível.”

WOSTIEN, 2000.

Alguns momentos…em Paula Freitas – PR

Levar oficinas de arte como ferramenta para manutenção da saúde cognitivo emocional e assistência num momento de pandemia e que exige ações para gerenciamento de crises e saúde foi o Projeto aprovado pela Lei Aldir Blanc no Município de Paula Freitas – PR.


✨ Todos os protocolos referente ao Covid-19 sendo respeitados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.